30 de dezembro de 2007

12º Encontro de Capoeira



Mestres, contra-mestres, professores
e alunos se reúnem em Curitiba para o

2 de dezembro de 2007

Feira de Cultura

No dia 01 de dezembro, a Escola Estadual "Capitão Egídio Lima" realizou sua II Festa da Cultura Afro-brasileira que consiste na mostra de trabalhos realizados pelos alunos e apresentações culturais desenvolvidas no decorrer do ano. As atividades fazem parte do Projeto "Sim às Diferenças” que tem como principal enfoque a Cultura Afro-brasileira. O projeto surgiu a partir da percepção da dificuldade de grande parte dos alunos de lidar com as diferenças, comprometendo as relações entre eles. Assim, o Capitão Egídio Lima assumiu o compromisso de implementar ações para confirmar a escola como espaço privilegiado de convivência harmônica com a diversidade.

A partir da constatação de que mais de 50% dos alunos da escola são afro-descendentes e de que a discriminação racial é a causa principal das divergências entre alunos e alunas, a escola garantiu em sua estrutura curricular o trabalho com a Cultura Afro-brasileira através de oficinas de Capoeira Angola, Dança Afro, Música, Artesanato, Culinária, Literatura, Artes e História em uma prática coletiva, cooperativa e interdisciplinar. .
O projeto ocorre em parceria com a Associação de Capoeira Lenço de Seda que oferece oficinas de Capoeira Angola, Dança Afro, Confecção de Instrumentos, além da promoção de palestras e eventos diversos
.

30 de novembro de 2007

Lei 10.639 - Debate

Com significativa participação de Diretores, professores, agentes culturais e pesquisadores, teve prosseguimento na 2ª. Feira, dia 20 de novembro, a Mostra de Trabalhos da Associação de Capoeira Lenço de Seda/CECAB. O lançamento do Projeto “Resgate de Memória Oral” que pretende fazer o levantamento de experiências pedagógico-culturais já há muito praticadas e testadas ocorreu com um debate entre educadores e agentes culturais durante a noite, dando início ao processo de documentação das experiências afro-brasileiras já levadas a efeito na região.
A implantação da lei 10.639, que torna obrigatório o ensino sobre Histõria e Cultura Afro-Brasileira nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, tem feito crescer o interesse dos educadores por instrumentos, bibliografias, metodologias e dinâmicas capazes de dar conseqüência aos objetivos da lei, ao mesmo tempo em que preserva a essência das manifestações culturais promovendo um diálogo de diferentes universos. O propósito é levar a efeito a estruturação de uma pedagogia assentada em nossas raízes culturais a serviço da formação completa dos cidadãos brasileiros.
A necessidade de promover de maneira conseqüente a preservação cultural ao mesmo tempo em que implementa as ações pedagógicas propostas pelo Estado foi a tônica do Seminário e a preocupação consensual entre os agentes culturais, educadores e pesquisadores presentes. Experiências já levadas a efeito há mais de duas décadas foram objetos de interesse e atenção científicas fazendo do encontro uma grande oportunidade que, no desejo de todos, deverá ter continuidade.

28 de novembro de 2007

Semana da Cultura Afro brasileira


De 14 a 26 de novembro ocorreram as comemorações da Semana da Consciência Afro-brasileira, uma tradição da Associação de Capoeira Lenço de Seda que desenvolveu uma série de atividades voltadas para agentes culturais, educadores, entidades e comunidade em geral.

A Semana da Consciência Afro-brasileira realiza uma mostra permanente para visitação aberta com apresentação de registros, técnicas de intervenção, literatura pedagógica, trabalhos escolares, reportagens, teses acadêmicas, filmes, oficinas, painéis, e apresentação de danças, vivências e músicas que resgatam a trajetória da associação, pioneira em parcerias de intervenções pedagógicas a partir da cultura de matriz africana.

Com mais de 80 iniciativas em escolas e universidades ao longo da sua trajetória, mais da metade realizados aqui na região e mesmo no exterior, a Lenço de Seda iniciou suas intervenções em escolas a partir de 1984. Desenvolveu vários projetos, alguns de utilização dos recursos culturais afro-brasileiros em suporte a estratégias pedagógicas experimentais e a politicas públicas especificas como experiências junto a Comunidade Européia, escolas da OTAN na Sardenha e parcerias com a Universidade de Concepcion, no Chile. Em Curitiba, 1200 crianças de pré escolas compõem o projeto Pequenos Angoleiros desenvolvido pelo núcleo da Lenço de Seda no Paraná.

As comemorações deste ano privilegiaram de maneira especial as preocupações de educadores com a implantação da Lei 10.639 em vigor desde 2002 como diretriz estratégica para a educação brasileira.
Um painel com diretores e educadores que desenvolveram experiências afinadas às preocupações da lei ocorreu no dia 19, dando inicio a um projeto de pesquisa e resgate da memória oral destes agentes como registro histórico e base de referência para novas iniciativas. No dia 20, houve uma apresentação na praça com Capoeira Angola, Samba de Roda, Samba Reggae, Maculelê e Dança Afro Brasileira.

25 de novembro de 2007

24 de novembro de 2007

Mostra de Cultura

Visita dos alunos da Escola Capitão Egídio à Mostra de Cultura

9 de novembro de 2007

Projeto Sim às Diferenças


As Turmas da Fase I das Professoras Rute e Sirley experienciaram um momento de feitura do Fubá Suado , junto com a Cantineira Malu.
Após todo o processo de confecção do Fubá Suado, foi o momento de degustar esse prato que hoje não é tão comum no cardápio do brasileiro.

Cumprir a Lei 10.639 é também vivenciar um pouco de tudo feito pelo afro-descendente escravizado nesta terra. Veja mais fotos aqui.

30 de outubro de 2007

Novembro de 2007


E já estamos a todo vapor com o próximo evento: a comemoração do dia da consciência negra. Será de 14 a 24 de novembro, com palestras, oficinas, cinema, roda de capoeira e um grande churrasco pra fechar a festa que, é sempre bom lembrar, já está acontecendo...

29 de outubro de 2007

Fim de semana

Quer ver mais fotos? Clique aqui.

O show

Show na Fundação Acesita, dia 21/10/07:




Oficina de Dança

Além dos vários ensaios, o fim de semana foi animado pela Oficina de dança afro-brasileira ministrada pelo Mestre Moa.








Ensaio Geral 2

E os ensaios continuaram no fim de semana na sede da Lenço de Seda:





Ensaio Geral

Só hoje estou em condições de elaborar e postar sobre o final de semana passado. Sim, porque essa que vos escreve não apenas observa e narra os fatos. Ela também participa da festa! E a festa algumas vezes "embriaga"... Mas vamos lá, então.
A sexta-feira, dia 19/10, começou cedo com o ensaio do show Navios Negreiros na Escola Capitão Egídio: todas as crianças da escola no pátio regidas por Mestre Véio e Mestre Moa. Também estavam por lá, além das professoras da escola, a Luiza, Maria Bonita, Diogo e eu. As fotos do dia evidenciam o que a Luiza já disse antes:
  • A cara da escola muda. Sai de uma rigidez, de uma organização que é militar. Pra mim, fica um ambiente mais alegre, os meninos ficam mais senhores de si e o entrosamento dos meninos com os colegas é muito maior. Porque, na própria dinâmica da capoeira, não tem uma ação isolada, que é a capoeira só, um grupinho. Todo movimento que a capoeira faz envolve todo mundo. Envolve pra montar a bateria, pra cantar junto, e ela faz com que os meninos se socializem mais entre eles ( Relato extraído da dissertação Capoeira e Malícia...)





16 de outubro de 2007

Outubro de 2007


Gente, o fim de semana será animado por dois grandes eventos. O primeiro deles: Oficina de dança afro-brasileira que Mestre Moa do Katendê vem ministrar nos dias 19 e 20, sexta e sábado próximos. Para quem não sabe, Moa, Mestre de Capoeira Angola, foi aluno de Mestre Bobó e desde 1962 desenvolve importante trabalho em torno da cultura de matriz africana. Bailarino, compositor, cantor e percussionista, Mestre Moa é um patrimônio vivo da cultura afro-brasileira e tem sido um importante parceiro do Lenço de Seda/Cecab.Tenho a certeza de que a oficina será o mesmo sucesso que foi a Oficina de ritmos oferecida em maio. Como o blog até hoje não registrou essa oficina, grande falha dos editores, posto uma foto só para ativar a memória dos que estiveram presentes lá. Outro evento importante do fim de semana: uma apresentação na Fundação Acesita com um roteiro inspiradíssimo!!! E os ensaios estão sendo na sede e na Escola Capitão Egídio Lima. Será no domingo, dia 21. Então já estão todos avisados: 19, 20 e 21 de outubro.
Só pra lembrar: a festa já está acontecendo...
Venha participar!!!!

11 de outubro de 2007

Simpósio

Nos dias 04 e 05 de outubro, aconteceu, em Ouro Preto, o V Simpoed, Simpósio de Formação e Profissão Docente e as pesquisadoras Sonaly Torres e Luiza Flor marcaram presença apresentando trabalhos. Luiza Flor apresentou um relato de experiência sobre o Projeto Sim às Diferenças, desenvolvido na E. E. Capitão Egídio Lima. Já Sonaly Torres apresentou o trabalho intitulado Capoeira na escola: alegria e movimento potencializando inclusão. O Lúcio, que gentilmente enviou as fotos do evento, também esteve por lá discutindo a Lei 10.639. A participação deles foi noticiada no site do UnilesteMG.

24 de setembro de 2007

Verdejando....


Para que acordar às 5h da manhã em pleno domingo – dia de sol - e enfrentar 7 km de caminhada rumo ao Pico Ana Moura? Já vou dizendo que a resposta a essa pergunta não passa pela lógica utilitarista que tem atravessado as ações humanas. Na subida, muito esforço físico, Música Popular Brasileira e Recital de poesias. Lá no alto: Dança circular com a Reny Soriano, teatro com o Grupo Tralha, apresentação dos escoteiros, audição de cantos de passarinhos, cantigas de rodas, capoeira Angola, samba reggae, Vivaldi, Wagner, Strauss, Pink Floyd e – faltam-me palavras. Acredito que estes são motivos suficientes para acordarmos cedo e enfrentarmos a maratona do Domingo que, superando as expectativas, foi um ato de "Ecologia Profunda". Então vou ser econômica com as palavras e generosa com as imagens.
Clique aqui, aqui, aqui e aqui para ver as fotos.
Mais postagens sobre a caminhada ao longo da semana...

20 de setembro de 2007

13 de setembro de 2007

Todos ao PIco


Venham participar deste evento...

9 de setembro de 2007

PROJETO ANGOLA A DOIS


Toda parceria só é real quando acontece numa via de mão dupla.

Enquanto todos curtiam o feriado de 7 de setembro, a Lenço de Seda, juntamente com os alunos e alunas da Escola Estadual 'Capitão Egídio Lima ", também curtia o feriado pintando a quadra da escola.

Já é a 2ª vez que a pintura da quadra é realizada, possibilitando uma melhor visualização e viabilizando formas para o exercício das aulas do projeto “Angola a dois” nos momentos do coletivo do projeto. Está ai um bom exemplo de uma atividade prática das medidas de comprimento e de geometria que, com certeza, proporciona melhor compreensão do conteúdo ministrado em sala de aula.

Esta sintonia relacionando os conteúdos escolares ministrados e a vida fora da sala de aula, mestre reginaldo-véio tem procurado estabelecer, dialogando continuamente com a dinãmica da formalidade institucional. É preciso ressaltar que a diretora Sônia Melo e toda a equipe de profissionais da escola estão sempre de braços abertos para que o projeto seja desenvolvido em harmonia com a proposta curricular da lei 10.639.

6 de setembro de 2007

Caminhada.

Setembro, mês de primavera, mês de consolidar o fabrico das peças de nosso planejamento estratégico, marco de referencia nas comemorações do Ano 30, como principal evento do mês de agosto. Mas setembro é também o mês de nossas caminhadas ecológicas. Fizemos inúmeras, ao Cruzeiro em Timóteo, ao pico do Ana Moura, à Grota do Berimbau e até uma nos Andes Chilenos, no departamento de Chillan, quando da realização do encontro na Universidade de Concepcion. Muitos não sabem mas já trabalhamos a questão do meio ambiente, sempre presente nas nossas promoções inclusive no carnaval, através de uma ONG, o "Grupo Ecologico Verdejar" que atuou nos anos 80 na região e do qual temos alguns registros.

Bem, este ano vamos fazer outra caminhada ao Pico do Ana Moura, maior simbolo natural do municipio. Pretendemos sair no domingo dia 23 da sede às 5 horas da manha e do pé do pico às sete horas. Faremos na subida uma ou duas paradas para apresentação de performances ou números culturais e pretendemos fazer no alto do pico um laboratório com danças, teatro, recital, sorteios, cantigas de roda, contação de historias, além de uma semeadura com espécies da mata atlãntica na descida, com encerramento às 12 horas já no pé do morro novamente. E tudo na condição de - Faça Chuva ou Faça Sol -. Algumas escolas ja estão se inscrevendo, mas pretendemos fazer chegar o convite a todas, assim como aos grupos culturais e cidadãos de bem. Sem falar que a vista lá de cima é um grande barato. Fique ligado, vai ser Radical. As comissões já estão se mobilizando......! E no fim de semana faremos mais uma rodada no planejamento estratégico......!
PS. Na sexta feira à tarde o projeto Angola A Dois estará fazendo a pintura da quadra da escola. Participe....! Sábado de manhã tem treino, e domingo de manhã tem roda......!
Mestre Véio.

4 de setembro de 2007

Animação.


Gente, o blog está ficando animado. Viram que a Luíza estreou nas postagens? Pois é... A contribuição dela vai ser grande para o nosso diário, pois a Luíza tem muita informação sobre o que anda acontecendo nos projetos com a escola. Falando em animação, domingo de manhã teve a roda com o Mestre Véio. Estiveram por lá: Mestre Véio, Tiago, Gugu, Tecão, Kets, Diogo, Índia, Carlinhos, Ariene, Paulo César, Virgínia, Nair.

3 de setembro de 2007

Sim às Diferenças


Imagens do Projeto Angola a Dois/2006.


Sim às Diferenças


O Projeto “Sim as Diferenças” da E.E. Capitão Egídio Lima deu o seu primeiro passo em 1984 com o Projeto de Capoeira na Escola para uma turma de 2ª. Série da Professora Luíza Flor. As aulas eram ministradas pelo Professor Pepinha , sob a Coordenação do Mestre Reginaldo Véio. Naquela época, a falta de compreensão em relação à importância da Cultura Afro-Brasileira era grande, mas, mesmo com todos os percalços , o projeto sempre caminhou conforme os encaminhamentos pedagógicos definidos pelo CECAB/Lenço de Seda. No ano de 2006, a escola, consciente do que preconiza a Lei 10639, implantou o Projeto “Sim às Diferenças” com a parceria do Projeto “Angola a Dois”, proposto por Mestre Reginaldo Véio .

“Sim às Diferenças” procura dar sentido aos conteúdos curriculares, integrando-os num processo de envolvimento coletivo com participação efetiva do educando na construção do conhecimento formal. A proposta é que os alunos se transformem em sujeitos da própria cidadania, através do exercício do direito de aprender, da ampliação de seus conhecimentos, da compreensão das relações sociais e étnico-raciais de que participam.

No planejamento anual do currículo da Escola Capitão Egídio, um dia da semana é dedicado exclusivamente a estudos sobre a Cultura Afro-Brasileira com aulas de receitas afro-descendentes, artes, literatura, história, música, capoeira de angola e dança afro . Uma iniciativa importante foi a da Professora Magda da 4ª série (Turma Amarela) que, entusiasmada com o projeto, vem aprofundando o estudo sobre o Maculelê com o apoio do Mestre Reginaldo Véio. No dia 31 de agosto, Mestre Véio deu uma palestra sobre a História do Maculelê.

Às sextas-feiras, há um momento coletivo da escola em que todos os alunos e alunas vêm adquirindo o conhecimento da coreografia da Dança e da Música do Maculelê. A grande riqueza deste momento é a possibilidade de socialização entre as turmas. Um encontro em que todos cantam cantigas folclóricas, corridos, e Mestre Reginaldo sempre conta histórias da cultura afro-brasileira. O Projeto “Sim às diferenças” tem promovido o aprender fazendo juntos.

Para ilustrar, envio um Haicai criado por uma aluna da Professora Dorinha (Turma Branca):

Batuque que rola
Capoeira Angola
Na brincadeira

(Késsya – 10 anos)


Axé!

Luiza Flor.

2 de setembro de 2007

Sim às Diferenças




No Capitão Egídio a Sim as Diferenças deu o seu primeiro passo em 1984. Quando deu-se início ao Projeto de Capoeira na Escola em uma turma de 2ª série Professora Luíza Flor, aulas estas dadas pelo Professor Pepinha, sob a Coordenação de Reginaldo.


Mesmo com os percalços da compreensão em relação a Cultura Afro-Brasileira o projeto sempre caminhou conforme os encaminhamentos pedagógicos definidos pela instituição.


No ano de 2006 a escola consciente da Lei 10639 implantou o Projeto Sim às Diferenças com a Parceria do Mestre Reginaldo-Véio / Projeto Angola a Dois.


Sim às Diferenças procura dar mais sentido aos conteúdos curriculares num processo de envolvimento coletivo com participação efetiva do educando na construção do conhecimento formal, sendo os alunos e alunas sujeitos de direito, o direito de aprender e de ampliar seus conhecimentos, compreender as relações sociais, etnico -raciais de que participam.


O Capitão Egídio no seu currículo anual um dia na semana é dedicado a Cultura Afro-Brasileira com aulas de: receitas afro descendentes,artes, literatura, história, música,capoeira de angola e dança afro ...


Vale acrescentar uma inciativa da Professora Magda Turma Amarela 4ª série, entusiasmada com o Projeto vem aprofundando o estudo sobre o Maculelê com o apoio do Reginaldo.

Na semana passada fez uma palestra, contando a História do Maculelê.


Durante o coletivo da Escola ( sexta-feira) todos os alunos e alunas vem adquirindo o conhecimento da coreografia da Dança e da Música do Maculelê. A grande riqueza deste momento é a possibilidade socialização entre as turmas onde todos cantam cantigas folclóricas, corridos, o Reginaldo sempre conta histórias da cultura afro-brasileira e muito mais.


O Projeto Sim às diferenças tem promovido o aprender fazendo juntos.


Um ensaio de um Kaicai da Turma Branca da Professora Dorinha.



Batuque que rola

Capoeira Angola

Na brincadeira

Késsya

10 anos


Axé







29 de agosto de 2007

Imagem da semana


Isto é um Informe:
Ele voltou, vocês viram?

27 de agosto de 2007

Roda de Capoeira


Domingo de manhã: Roda de Capoeira com Mestre Reginaldo Véio.

19 de agosto de 2007

Planejamento Estratégico

Sábado, dia 18 de agosto, fizemos mais uma reunião para discutirmos o planejamento estratégico. A reunião foi produtiva, pois decidimos sobre duas questões importantes: a primeira delas diz respeito às nossas ações para a busca de apoio através das leis de incentivo à cultura. A segunda diz respeito ao nosso blog que, em breve, deverá ser descentralizado, com a presença de mais “postadores”. Quem estiver interessado em fazer propostas em torno desses temas, procure quem esteve por lá: Mestre Reginaldo Veio, Pepinha, Tecão, Sonaly e Nair ou comente aqui mesmo.

Imagem da semana

Olha, já vou avisando para que não me acusem de cupinchagem: a câmera do fotógrafo sempre registra momentos impagáveis de Mestre Veio e Pepinha. Obviamente que não dá pra desconsiderar a subjetividade do olhar, mas são sempre esses dois que nos brindam com as imagens mais divertidas.

14 de agosto de 2007

Informe - Planejamento Estratégico

Amanhã, dia 14 de agosto, continuaremos os trabalhos do Planejamento Estratégico. O encontro será na Síntese às 13:30h e contamos com a presença de todos. Até lá.

12 de agosto de 2007

Avanços...

Mestre Reginaldo Véio já havia comunicado a todos sobre o planejamento estratégico na postagem anterior. Aliás, não quero correr o risco de que passe despercebido e vou destacar: Mestre Véio estreou nas postagens, vocês viram? Para quem dizia que não sabia nem ligar o computador, a “evolução” foi muito rápida.
Eita, bicho danado!
Voltemos ao planejamento... 11 de agosto foi dia do grupo da Lenço de Seda/Cecab se reunir para iniciar as discussões sobre o Planejamento Estratégico. Reflexões sobre o que queremos para a Lenço de Seda/ Cecab a curto e médio prazo, determinação de objetivos, ações, prazos, divisão de tarefas, dinâmicas de grupo movimentaram a equipe nesse dia. Claro que as brincadeiras, gozações e gargalhadas, marca registrada do grupo, também não faltaram. Foi um dia inteiro de muito trabalho e cansaço, mas extremamente produtivo. Depois de um sábado com atividades tão intensas, todos saíram do encontro modificados e, acredito, muito motivados. Sim, porque precisaremos do compromisso e envolvimento de todos para darmos conta das tarefas que nos cabem e, mais ainda, para concretizarmos os “sonhos” que nos movem. Os agradecimentos ao Tadeu e ao Áriston vão parecer lugar comum em vista da importância da contribuição deles para a equipe. Vou destacar a seriedade, disposição, competência e paciência da dupla na condução dos trabalhos. Por enquanto é só! Mais postagens e comentários sobre esse assunto virão ao longo da semana...

9 de agosto de 2007

Planejamento estratégico, ferramenta essencial!

Neste próximo sábado, dia 11 de agosto, toda a diretoria, capoeiristas e dinamizadores do Lenço de Seda- Cecab estarão se reunindo, provavelmente no Oikós conforme as primeiras negociações, para realizar nosso planejamento estratégico para os proximos três anos. Em 2003, fizemos um planejamento de três dias quando fomos para o Hotel Três Lagos em Marliéria: os membros da Lenço de Seda, da Pasárgada, da Cel Cia. de Dança e do Sonalatata e fizemos projeções até 2008. Desta vez temos objetivos mais especificos e compromissos mais definitivos. De novo, o Tadeu Antonio Figueiredo vai coordenar os trabalhos. O Tadeu trabalha para instituições como Unimed, Unileste, Prefeituras e empresas várias, além de ter sua monografia de graduação e seu trabalho de pós graduação vinculados à sua experiência de assessoria à Lenço de Seda. Pois bem, promete ser muito bom. Quero assinalar alguns pontos que deverão nos orientar nas nossas reflexões:
a) o projeto de acervo, que recebe no 2º semestre os estagiários da Unileste e que deve deslanchar definitivamente.
b) O nosso blog que deverá receber um formato definitivo, a partir dos comentários de todos.
c) Os 30 anos que estaremos completando em maio de 2008 e cujas programações já em curso devem ser sistematizadas.
d) Os projetos de parcerias com escolas.
e) A implantação da lei 10.639, nosso papel e nossos desafios.
f) A política de formulação dos projetos que nos propomos desenvolver.
g) O planejamento mensal das comemorações dos 30 anos.
h) A reedição do CD Antologia de ladainhas......
i) A formulação dos vários departamentos para atingirmos os objetivos.
j) As diretrizes básicas que nos conduzirão até dezembro de 2010.
k) As formas de captação de recursos.
l) Nossas relações institucionais, poderes públicos, mundo acadêmico, outras associaçoes.
m) Nossas relaçoes com os grupos filiados no Brasil e no Exterior.
o) A condução da sede com rotinas e metodologias definidas.
p) A estruturação das práticas complementares, Samba Regae, Boi Bumbá, Samba de Roda, Dança Afro, Dexeu Falá e outras.
q) As frentes de pesquisas (história oral, instrumentos pedagógicos para 10.639 etc).
r) para não esgotar o alfabeto, fico por aqui.
Complete também com seus comentários o conteúdo do nosso planejamento.
Até sábado, aqui na Sintese ou no Oikós. Mantenha contato. M. Reginaldo Véio

Evento 29 anos da Lenço de Seda/CECAB


Vejam a nota que saiu na revista Caminhos Gerais acerca do evento de comemoração dos 29 anos da Lenço de Seda/CECAB.

6 de agosto de 2007

"Onde há vida, há inacabamento"

Como vocês podem ver, estou tentando atualizar o blog. Não é coisa difícil, mas demanda um certo tempo, acesso a determinadas informações e uma compreensão, digamos, um pouco mais ampla da trajetória da Lenço de Seda. Esses podem ser motivos paralisadores, mas, como já havia falado antes em alguns comentários, esse espaço está em construção e não tem ainda um formato pré-estabelecido. Talvez não venha a ter. E talvez seja melhor que não tenha. Se nos guiarmos pelos caminhos trilhados anteriormente, o foco deve ser mais o fluxo e a permanência das ações e menos a estrutura pré-determinada. Esse espaço deve ser construído no processo e à medida que incorporamos as experiências, as modificações vão sendo feitas, como num organismo vivo. Vocês irão perceber que há postagens, principalmente as mais antigas, que ainda estão sem informações. A idéia é a de que as pessoas que possuem informações, imagens, lembranças sobre os eventos ainda não postados enviem-nas para o nosso e-mail ou mesmo nos comentários que acompanham cada postagem. Vamos, assim, tecendo de forma compartilhada esse novo espaço...

30 de julho de 2007

Festa de confraternização


Esse casal é uma graça...

Festa de confraternização




Reggae, esse cara dança reggae...

Festa de confraternização


Ontem, dia 29 de julho, foi dia de comemorar a finalização dos trabalhos do Fazendo arte nas férias. E as atividades começaram cedo com a roda de capoeira, seguida do samba reggae. Os amigos se encontraram numa brincadeira tranqüila com a certeza de que, após quinze dias de trabalho e alegria, a confraternização daria certo. Veja mais fotos aqui.

29 de julho de 2007

Roda de Capoeira no Oikós


Sábado, 28 de julho: roda de capoeira e samba reggae no Oikós.

28 de julho de 2007

Programação do dia 29 de julho

  1. 9h - Capoeira Angola - com Mestre Reginaldo Véio
  2. 10h - Samba reggae - com Mestre Reginaldo Véio
  3. 11h - Samba de roda - com Tiago
  4. 11:30h - Confraternização

Programação do dia 28 de julho

  1. 9h - Capoeira Angola - com Mesre Reginaldo Véio
  2. 10h - Samba reggae - com Mestre Reginaldo Véio
  3. 13h - Encontro na área para Roda de Capoeira no Oikós
  4. 14h - Oficina de Conservação de Acervo - com Lúcio

27 de julho de 2007

Oficinas do dia 26 de julho


No dia 26 de julho, a meninada não parou. À tarde, eles puderam fazer a oficina de reciclagem de papel com a Luiza e dança contemporânea com a Cloenes da Cia de Dança Hibridus. À noite, eles se divertiram com a Oficina de jogos e brincadeiras ministrada pela Márcia.

26 de julho de 2007

Dê uma chance ao seu saber...

Eis aí uma frase que sintetiza bem o Fazendo arte nas férias. Oficinas de capoeira, instrumentos, danças, artesanato, reciclagem, teatro, fizeram parte da programação desse evento que teve como características principais o fazer, o aprender e o saber. Aprender fazendo, fazer aprendendo, saber aprender, fazer saber, saber fazer e todas as variações que esses três verbos permitem foram vividas nesses dias de atividades intensas. E não pára por aí. Cinema no muro, rodas de capoeira, debates acalorados, conversas despretensiosas, muito trabalho e muitas gargalhadas reuniram crianças, jovens e adultos numa festa com sabores variados que , antes de acabar, já deixa saudades...
Para fecharmos esses encontros, conforme já anunciou Mestre Reginaldo Véio em um dos comentários abaixo, domingo tem roda de capoeira, samba de roda, samba reggae e, para não sairmos dos sabores, sucos, refrigerantes e a mineira...

Programação do dia 27 de julho

  1. 14h - Oficina de Papel marchê - com Marilda
  2. 14h - Oficina de Teatro - com Elias
  3. 19:30h - Oficina de Capoeira Angola - com Tiago

25 de julho de 2007